Emergências
Beiragás
800 508 800
+
Dianagás
800 020 039
+
Duriensegás
800 209 999
+
Lisboagás
800 201 722
+
Lusitaniagás
800 200 157
+
Medigás
800 500 063
+
Paxgás
800 020 041
+
Setgás
800 273 030
+
Saiba mais

Situações de emergência e avarias

Em situação de emergência, o cliente deve contatar de imediato o Operador de Rede de Distribuição da sua área de residência através do respetivo número de telefone.

Linhas de Emergência e Avarias, 24 horas/dia, 365 dias por ano
(Nºs. Verdes / Nºs. gratuitos) dos 8 Operadores de Rede Distribuição

Empresa Contacto Emergência Concelhos abastecidos
Lisboagás 800 201 722 Arruda dos Vinhos, Alenquer, Amadora, Azambuja, Cadaval, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Odivelas, Oeiras, Sintra, Torres Vedras, Vila Franca de Xira
Lusitaniagás 800 200 157 Águeda, Albergaria-a-Velha, Alcobaça, Anadia, Aveiro, Batalha, Caldas da Rainha, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Espinho, Estarreja, Figueira da Foz, Ílhavo, Leiria, Marinha Grande, Mealhada, Montemor-o-Velho, Murtosa, Nazaré, Óbidos, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Ovar, Peniche, Pombal, Porto de Mós, Rio Maior, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Soure, Vagos, Vale de Cambra
Setgás 800 273 030 Alcochete, Almada, Barreiro, Benavente, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal
Beiragás 800 508 800 Almeida, Arganil, Castelo Branco, Covilhã, Fundão, Guarda, Lamego, Lousã, Mangualde, Mortágua, Nelas, Penacova, Santa Comba Dão, Satão, Seia, Tondela, Vila Velha de Rodão, Viseu
Duriensegás 800 209 999 Amarante, Bragança, Chaves, Marco de Canaveses, Vila Real
Dianagás 800 020 039 Évora, Sines
Medigás 800 500 063 Faro, Olhão, Portimão
Paxgás 800 020 041 Beja

O que o Cliente deve comunicar durante o contacto de emergência?

Para garantir um contacto rápido e preciso, o cliente deve transmitir a seguinte informação:

  • A descrição pormenorizada da emergência;
  • O local exato da ocorrência: Concelho, Freguesia e Rua;
  • Como ocorreu;
  • Quando ocorreu;
  • As ações eventualmente já tomadas.
  • Telefone de contacto (preferencialmente um contacto telemóvel);
  • Qual a relação que tem com a ocorrência (proprietário da instalação, vizinho, transeunte, etc.)
  • CUI (Código Universal de Instalação), se aplicável;

Quando usar e como proceder?

O sistema de emergência destina-se única e simplesmente a atender a emergências relacionadas com gás e suas instalações, de forma a reportar situações que possam colocar em perigo pessoas ou bens.

Para outros assuntos, e de modo a não pôr em causa a capacidade de resposta da linha telefónica de emergência, o Cliente deve contactar a Linha de Serviço ao Cliente do ORD.

Para questões relacionadas com o contrato, a venda e a faturação de gás, o Cliente deve contactar preferencialmente o seu Comercializador.

Como Funciona o Sistema de Emergência

Os Operadores de Rede de Distribuição têm ao dispor dos Clientes, de forma gratuita e permanente (24h por dia, 365 dias por ano), um sistema de emergência que, após ser ativado por contacto telefónico e ser feita uma triagem, faz deslocar uma equipa de piquete ao local no prazo máximo de 60 minutos.

No local é analisada a ocorrência e são tomadas as medidas necessárias para garantir a segurança de pessoas e bens. Tais medidas podem passar, entre outras, pela interrupção do fornecimento de gás.

De notar que a equipa de emergência, após colocar a instalação em segurança, não efetua qualquer outro tipo de intervenção relacionada com a reparação ou manutenção das instalações de gás do Cliente.

Para maior rastreabilidade do sistema de emergência, as chamadas são gravadas para garantir o máximo de fiabilidade no reporte e garantia efetiva de assistência de acordo com os parâmetros pré-definidos.

O que o Cliente deve fazer

Perante uma situação de emergência o Cliente, para além de contactar de imediato o piquete, e até à sua chegada, deve ter em conta as seguintes medidas de segurança:

No interior da habitação

  • Abrir portas e janelas para ventilar o local;
  • Não acionar dispositivos eléctricos ou outras fontes de ignição (interruptores, campainhas, etc.);
  • Não usar telemóvel;
  • Não fumar ou fazer lume;
  • Fechar a válvula do contador;
  • Fechar a válvula de corte ao esquentador e ao fogão;
  • Fechar outras válvulas, caso existam;
  • Evacuar a zona da ocorrência.
  • Utilizar as escadas;
  • Não utilizar o elevador (caso exista);

Na via pública

  • Não fumar ou fazer lume;
  • Não efetuar qualquer tipo de intervenção para além do contacto imediato com o piquete de emergência;
  • Manter-se afastado do local;
  • Alertar outros transeuntes sobre a ocorrência para que também se afastem do local;
  • Evite comportamentos de pânico ou alarme desnecessários;
  • Quando necessário, transmita também a ocorrência aos Bombeiros, Polícia, Protecção Civil ou outras Entidades Públicas

Perguntas frequentes

Pressinto cheiro de gás, o que fazer?

Contactar de imediato a linha de emergência do Operador de Rede de Distribuição (ORD)

Até o ORD comparecer no local, coloque em pratica de imediato as regras de segurança indicadas pela Distribuição.

Em que situações devo utilizar o número de emergência?

É importante que o Cliente contacte o piquete de emergência do seu Operador de Rede de Distribuição quando detecta cheiro a gás ou outras anomalias relacionadas com gás natural ou com as suas instalações que possam pôr em perigo pessoas ou bens.

Ao contactar o número de emergência, o Cliente faz deslocar uma equipe de piquete ao local. Em função da ocorrência e das anomalias encontradas esta equipa pode, por questões de segurança, interromper o fornecimento de gás natural ao imóvel.

Onde posso encontrar o número de emergência da minha operadora da rede de Distribuição?

O numero de emergência encontra-se no autocolante ou placa afixados na caixa de contador. O Cliente pode também consultar o número de emergência do Operador de Rede de Distribuição, ou em alternativa consultar a fatura de gás do seu Comercializador, que por norma refere o contacto de piquete do seu ORD para efeitos de emergência ou atendimento técnico. 

Que riscos estão associados à distribuição de gás natural? Que controlo de segurança existe na construção das redes?

De forma global, consideramos que os riscos associados à Distribuição de Gás Natural são baixos.

A nossa atividade pauta-se pelos mais elevados padrões de qualidade e segurança, garantindo um controlo efetivo e permanente de todo o sistema de distribuição, que é operado por equipas experientes e altamente especializadas.

 

A construção das infraestruturas é submetida a inspeções rigorosas e recorre à utilização de materiais e equipamentos certificados.

Em caso de cheiro a gás na via pública, que devo fazer?

- A sua identificação;

- Local da ocorrência (rua, localidade, pontos de referência, etc.);

  • Eliminar qualquer possível ponto de ignição próximo ao local 
Operadores GN