Emergências
Beiragás
800 508 800
+
Dianagás
800 020 039
+
Duriensegás
800 209 999
+
Lisboagás
800 201 722
+
Lusitaniagás
800 200 157
+
Medigás
800 500 063
+
Paxgás
800 020 041
+
Setgás
800 273 030
+
Saiba mais

Instalação e manutenção equipamentos

A correta instalação e manutenção dos aparelhos de queima são essenciais para a segurança e utilização eficiente do Gás Natural, permitindo que o Cliente disfrute desse serviço em conforto e sem preocupações.

Aquisição de aparelhos a gás

  • Deve adquirir apenas aparelhos devidamente aprovados e com a respetiva estampilha de certificação em função do tipo de gás que irá utilizar.
  • Certifique-se que a instalação é realizada por uma empresa credenciada. Recorra sempre às empresas instaladoras/montadoras e às entidades inspetoras credenciadas pela DGEG, Direção Geral de Energia e Geologia. Consulte a respetiva lista em www.dgeg.pt;
  • Não permita que os aparelhos sejam instalados nos quartos ou nas casas de banho. Estas situações estão interditas na lei em vigor.


Materiais a utilizar nas ligações aos aparelhos a gás

  • Tubos metálicos extensíveis ou rígidos próprios para gás - a utilizar nas placas e fornos de encastrar bem como em esquentadores e caldeiras;
  • Tubos de borracha - a utilizar em fogões e aparelhos a gás amovíveis. De acordo com o quadro legal em vigor, o tubo de borracha deve ser aprovado para o tipo de gás a utilizar e apresentar a respetiva marcação de acordo com a legislação em vigor. O tubo de borracha deve ser substituído sempre que seja ultrapassada a validade (que se encontra inscrita no próprio tubo) ou este se apresente degradado ou com fissuras.
  • Para um comprimento superior a 1,5m, deverá utilizar-se uma ligação metálica extensível ou rígida, própria para gás.

cozinha

Legenda

  1. Conduta de exaustão de fumos
  2. Válvula de corte de gás ao aparelho (esquentador ou caldeira)
  3. Ligação rígida (metálica)
  4. Válvula de corte de gás (fogão ou placa)
  5. Separador fixo nos casos de distâncias menores a 40 cm entre aparelhos a gás
  6. Ligação flexível para aparelhos amovíveis (fogão) ou ligação rígida (metálica) para aparelhos fixos (placas)
  7. Instalação interior de gás da habitação

Manutenção das instalações de gás

  • Todos os trabalhos de manutenção nos aparelhos de gás, ou de reparações, alterações ou ampliações nas instalações existentes devem ser efetuadas por uma empresa credenciada pela DGEG. As inspeções a esses trabalhos devem ser levadas a cabo por entidade inspetoras credenciadas pela DGEG;
  • Qualquer válvula que não se encontre ligada a um equipamento a gás deve permanecer fechada e tamponada;
  • Quando efetuar obras no pavimento ou nas paredes do seu imóvel lembre-se que aí pode passar um tubo de gás. Procure identificar a localização das canalizações de gás antes de qualquer tipo de trabalho que leve a cabo no seu local de consumo.

Perguntas frequentes

Que riscos estão associados à distribuição de gás natural? Que controlo de segurança existe na construção das redes?

De forma global, consideramos que os riscos associados à Distribuição de Gás Natural são baixos.

A nossa atividade pauta-se pelos mais elevados padrões de qualidade e segurança, garantindo um controlo efetivo e permanente de todo o sistema de distribuição, que é operado por equipas experientes e altamente especializadas.

 

A construção das infraestruturas é submetida a inspeções rigorosas e recorre à utilização de materiais e equipamentos certificados.
Operadores GN