Emergências
Beiragás
800 508 800
+
Dianagás
800 020 039
+
Duriensegás
800 209 999
+
Lisboagás
800 201 722
+
Lusitaniagás
800 200 157
+
Medigás
800 500 063
+
Paxgás
800 020 041
+
Setgás
800 273 030
+
Saiba mais

Obras na via pública

As infraestruturas de gás instaladas na via pública são identificadas aquando da sua instalação, o que facilita a futura localização em caso de obras de terceiros na via pública. Para evitar riscos desnecessários, a Distribuição presta apoio na divulgação da localização das infraestruturas e, quando necessário, no acompanhamento dos trabalhos.

Segurança nas obras a realizar na proximidade de infraestruturas de Gás Natural.

Por vezes realizam-se trabalhos diversos no subsolo em áreas onde existem infraestruturas de Gás Natural. 
Isto aumenta a possibilidade de ocorrência de acidentes, potencialmente com custos elevados para pessoas e bens. A Distribuição de Gás Natural quer contribuir ativamente para a redução destes riscos.

Para cumprir este objetivo, há que alertar para as Regras de Segurança que devem ser cumpridas sempre que se realizem trabalhos na via pública, de forma a garantir a integridade das pessoas, dos bens e do ambiente. 

O cumprimento destas regras contribui decisivamente para a prevenção de acidentes.

Medidas de Prevenção

Para evitar acidentes nas infraestruturas de gás existentes no subsolo, é imperativo tomar as seguintes Medidas de Prevenção:

 Antes de iniciar qualquer trabalho na via pública, a Entidade que irá intervencionar o subsolo deve solicitar o cadastro com a localização das infra-estruturas.

 Caso exista rede de gás no local de intervenção, será necessário solicitar a presença de um técnico da respetiva Empresa de Distribuição para acompanhar os trabalhos, antes de se iniciar a abertura de vala. 

 Nunca se devem espetar estacas sem se confirmar com rigor que naquele local não existem infraestruturas no subsolo.

 Todos os trabalhadores da obra devem ser informados dos riscos associados a fugas de gás. Os operadores de máquinas de escavação deverão estar sensibilizados para a existência de tubagens de gás no subsolo.

 Todo o pessoal em obra deve cumprir sempre, sem exceção, a totalidade das REGRAS DE SEGURANÇA. 

 NÃO FUMAR NEM FOGUEAR nas proximidades das instalações de gás.

 Se cheirar a gás, as pessoas presentes no local devem afastar-se imediatamente do local e contactar o piquete de emergência (ver contactos das empresas de gás natural da Galp Energia). 

 Como atuar em caso de acidente

Infelizmente, por vezes, mesmo cumprindo à risca todas as normas de segurança, acontecem imprevistos e é impossível evitar um acidente.

Nestes casos, para minimizar os danos humanos e materiais, deverá tomar em conta os seguintes passos:

  • Elimine qualquer possível ponto de ignição próximo ao local da fuga de gás;
  • Saia o mais rápido possível do local da ocorrência;
  • Ligue de imediato para o Número de Emergência da Empresa Distribuidora de Gás do local da ocorrência, indicando: 
    • A sua identificação;
    • Local da ocorrência (rua, localidade, pontos de referência, etc.);
    • Tipo de acidente;
    • Qual o dono da obra e empreiteiro;
  • Afaste todas as pessoas do local, incluindo os intervenientes na obra; 
  • Isole o local em caso de fuga de gás, de modo a não permitir a circulação de viaturas;
  • Feche as portas e janelas dos edifícios mais próximos;
  • Desligue os motores de todos os equipamentos que estejam a funcionar nas proximidades;
  • Não retire do local da fuga de gás a ferramenta ou objeto que provocou o dano (pode ajudar a controlar a fuga!).

Riscos e consequências 

As Redes de Distribuição de Gás Combustível são uma forma segura de levar a nossa fonte de energia até ao consumidor final, que poderá ser um cliente doméstico, terciário ou industrial.
No entanto, por vezes podem ocorrer acidentes provocados por Entidades que operam no subsolo.
Estes acidentes podem ter consequências graves, bem como custos elevados para as Entidades que os originaram.

Emergência - Fluxo de Operação

A Distribuição possui uma estrutura preparada para responder (24 horas, 365 dias/ano ) a situações de emergência, nomeadamente  acidentes que podem surgir nas infraestruturas de gás e que possui o seguinte fluxo de operação.

A atuação do centro de despacho da Distribuição deve ser acionada através da linha de emergência do Operador de Rede de Distribuição da área onde ocorreu o acidente.

Perguntas frequentes

Que medidas de segurança existem na operação das redes ?

Para garantir a segurança, efetuamos uma monitorização e vigilância permanente de toda a rede de distribuição em serviço, bem como de todos os seus parâmetros de funcionamento. Efetuamos com particular relevância um acompanhamento às situações relacionadas com obras de terceiros em locais próximos das infraestruturas de gás, acautelando desta forma eventuais danos nas infraestruturas de gás.

 

Em complemento, possuímos um sistema de emergência e piquete, constituído por equipas especializadas para atuarem e prevenirem as situações de acidente no mais curto espaço de tempo e ao mais pequeno sinal de alarme – cheiro a gás, monitorização de pressões e pontos críticos da rede.

Em caso de cheiro a gás na via pública, que devo fazer?

- A sua identificação;

- Local da ocorrência (rua, localidade, pontos de referência, etc.);

  • Eliminar qualquer possível ponto de ignição próximo ao local 

Em caso de algum tipo de obra na minha rua, como poderei acautelar a minha segurança e a dos meus vizinhos, no que se refere ao gás?

  • Ligando para a Linha de Atendimento do Operador de Rede de Distribuição a informar da existência de obras na rua.
  • Inquirindo o responsável pelos trabalhos se possui informação sobre a existência de infraestruturas de gás no local.
  • Em caso negativo, procurar saber junto da empresa que está a efetuar os trabalhos se foram tomadas as precauções necessárias. Ligar para a Linha de Atendimento da empresa, informando-a sobre a situação.

Onde termina a rede de distribuição pública e começa a instalação do cliente?

A delimitação de propriedade entre a rede de distribuição de gás e a rede do cliente (instalação individual ou colectiva) é feita através da válvula de seccionamento, ou válvula de corte geral.  Esta válvula está normalmente instalada junto ao edifício (na via pública, ou no limite de propriedade), e considera-se a partir desse ponto o fim da rede de distribuição pública e o início da instalação interior do cliente.

Como entrar em contacto com a distribuição?

O Cliente pode entrar em contacto com o Operador de Rede de Distribuição, através dos contactos telefónicos ou das lojas de atendimento, ou diretamente através da página do Portal.

Operadores GN