Emergências
Beiragás
800 508 800
+
Dianagás
800 020 039
+
Duriensegás
800 209 999
+
Lisboagás
800 201 722
+
Lusitaniagás
800 200 157
+
Medigás
800 500 063
+
Paxgás
800 020 041
+
Setgás
800 273 030
+
Saiba mais

Inspeções

Em conformidade com a legislação em vigor, os proprietários/utentes são responsáveis por zelar pela conservação das suas instalações de gás, designadamente promovendo a manutenção periódica e reparação de eventuais defeitos, recorrendo para tal a entidades credenciadas pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG). São igualmente responsáveis por solicitar essas inspeções a uma entidade inspetora reconhecida pela DGEG.

Tipos de inspeção

Devem ser efetuadas inspeções às instalações de gás nas seguintes situações:
01
  • Inspeção realizada às instalações de gás no final da sua construção e antes de serem abastecidas com gás natural.
  • Inspeção realizada sempre que ocorre uma das seguintes situações:
    • Alterações no traçado, na secção ou na natureza da tubagem, nas partes comuns ou no interior dos fogos;
    • Fuga de gás combustível;
    • Novo contrato de fornecimento de gás combustível (excepto mudança de comercializador);
    • Instalações que tenham sido convertidas para a utilização do gás natural;
  • Em função do tipo de utilização, as instalações de gás em serviço têm de ser inspecionadas de acordo com a seguinte periodicidade:
    • 2 anos - para as instalações de gás afetas à indústria turística e de restauração, a escolas, a hospitais e outros serviços de saúde, a quartéis e a quaisquer estabelecimentos públicos ou particulares com capacidade superior a 250 pessoas;
    • 3 anos - para instalações industriais com consumos anuais superiores a 50.000 m3 de gás natural, ou equivalente noutro gás combustível;
    • 5 anos - para instalações de gás executadas há mais de 20 anos e que não tenham sido objecto de remodelação.
Para a realização de inspeções no âmbito da abertura ou manutenção do fornecimento de gás, o Cliente deve ter em atenção que:
  • o local tem de possuir água e luz;
  • os aparelhos de gás têm de estar ligados à instalação;
  • os sistemas de exaustão e ventilação devem estar aptos a serem testados;
  • no caso de dispor de uma instalação de aquecimento central, é recomendável que esta esteja em condições de funcionar, de forma a ser possível inspecionar a caldeira no modo de aquecimento de ambiente.

Certificados de inspeção

Decorrente da realização das inspeções, em caso de aprovação, a entidade inspetora emitirá um certificado de inspeção, conforme previsto na legislação aplicável (Portaria n.o 361/2000 de 20 de Junho). Este documento, a receber pelo Cliente, será uma garantia de que a sua instalação está em conformidade.

Entidades Inspetoras

As Entidades Inspetoras são organismos acreditados pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ) e autorizados pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) para fazer inspeções a instalações de gás.

De acordo com a legislação em vigor, as inspeções das instalações de gás têm de ser realizadas por entidades inspetoras, mediante solicitação dos proprietários ou utentes.
Os valores máximos para a realização de uma inspeção estão definidos na legislação aplicável, consultável na documentação seguinte. O Cliente poderá consultar a listagem das entidades inspetoras no documento seguinte ou no site da DGEG.

Operadores GN